Bem vindos!

Resgatar a história de um móvel é manter nossas raízes. Renovar uma peça, da qual você está cansada, é dar uma nova chance ao que também tem história. Por mais que você pinte e renove, ela sempre terá seu desenho original, indicando uma época. Isso é respeito à nossa cultura e respeito ao meio ambiente.

Sandra Guadagnin

domingo, 5 de setembro de 2010

 
Desde pequenina sonhava em ter um baleiro gigante só para mim, com tudo a que eu tivesse direito (pela minha lei, é claro).

Recentemente encontrei esta peça em um brexó, escondida atrás de um monte de velharias. O vendedor disse que iria jogar fora, mas mesmo assim resolveu... me vender (a velha "Lei de Gérson" ainda em vigor por aqui). Sem problemas, acredito ter ajudado alguém e ainda ter realizado meu sonho (ou quase, contando o trabalho que vem pela frente). Até poderia ter comprado um novo (não sei, custa uns R$500,00), mas só de imaginar que esta peça foi vitrine para muitas crianças, e que deve ter causado tantas manhas e encrencas pelos armazéns deste país, pela insistência em querer os doces exibidos nestes vidros meio foscos e... reciclados (será que já existia reciclagem por aqui lá por 1970? Acho que não).

Esta base me assusta. Mas vamos lá, para tudo se tem jeito. É só querer.

Aqui, os vidros lavados. Estão sem tampas (acho que esta peça me custará mais de R$500). Consegui salvar 6 dos 10. Ainda terei um de reserva e ficarei com 1 andar giratório do baleiro (hehehe). Perfeito. É tão grande que sofri para carregá-lo para casa.

E já fiz a seleção do que vou colocar dentro. Deixarei ao lado de minha cama, para escolher o que quero logo ao acordar pela manhã (rsrsss).

Aí vão as imagens de minhas preferências (à princípio, pois logo vem outras novidades):


 
E o que é melhor, não precisarei convencer meu pai a comprar os doces que quero, e acredito que não terei com quem competir aqui em casa (talvez meu marido?), pois as crianças de hoje dispensam essas guloseimas.

E depois de enjoar dos doces, invento outra função. Porta isso ou aquilo. É tão convidativo à imaginação. Já achei umas idéias, veja lá:



flandreshop

casamentomarcado


lebain.vox



submarino

panoramio

 
livelovegifts

locfestas

flikr

franpinheiro.multiply

arcodavelhaantiguidades

aondeandei

Gente, olha este último, uma perdição de doces.
É tão bom sonhar!



2 comentários:

  1. fala sério, so de ver estes baleiros ja me vem aquele ar de nostaugia dos anos 80, o gosto da paçoquinha e do docinho de abóbora em formato de coração com o soldadinho de plástico embaixo.
    este vai dar trabalho mas vale a pena.

    ResponderExcluir
  2. Estes baleiros me lembraram a minha infância da venda da esquina eles todos coloridos cheinhos de guloseimas

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu recado e espero te ver mais vezes por aqui.