Bem vindos!

Resgatar a história de um móvel é manter nossas raízes. Renovar uma peça, da qual você está cansada, é dar uma nova chance ao que também tem história. Por mais que você pinte e renove, ela sempre terá seu desenho original, indicando uma época. Isso é respeito à nossa cultura e respeito ao meio ambiente.

Sandra Guadagnin

domingo, 29 de junho de 2014

De escrivaninha à penteadeira

Móvel especial para a família de meu marido. Fora de seu avô. Há cerca de 100 anos, esse móvel era usado em uma máquina de arroz, no interior do Paraná.

Essa papeleira passeou por algumas casas, em diferentes cidades, sempre nas mãos de familiares. Mas já estava caidinha, sendo desprezada, em massa, por todos.
Uns, impediram a entrada em suas casas:"coisa velha não entra aqui!". Outros, não acreditavam na possibilidade de fazê-la bonita e útil novamente.
Por longas décadas, alguns de seus donos temporários tentaram melhorar seu aspecto. Teve alguém que até cortou bons centímetros da altura dos pés, baixando, assim, o tampo. 
Então, quase 100 anos após a possível data de entrada deste móvel na família, uma prima, dessas bem persistentes e guerreiras, a pegou para si e a guardou por alguns anos, até que lhe veio a inspiração.

Acompanhe um pouco o trabalho feito.
E o velho móvel veio parar aqui em casa, para restauro. Teve pregos arrancados, detalhes desmontados e toda a tinta removida. 3 camadas cobriam a madeira de Pinheiro. Lembrando que ainda fora pintada de marrom sobre esse preto. A tinta marrom cedeu facilmente aos cacos de vidro. Já, a preta... humpf... dias e dias com removedores e ácidos para poder deixá-la por completo na madeira . 
As guias foram todas trocadas, estavam gastas dos vai-e-vens das gavetinhas.

O tampo com rachaduras imensas e com um grande sinal de queimadura por fundo de lampião.

Observem os tamanhos dos pregos: sim, os marceneiros que fabricaram esse móvel sabiam ser necessário que fosse assim, e deviam comentar entre si, aos risos "esse móvel vai ser restaurado daqui a uns 100 anos.". 

Desmontamos cada pedaço possível, para facilitar a limpeza e remoção da tinta.

Depois de muito sufoco, lixas e removedor, eis que surge a madeira clarinha de Pinheiro. As partes brancas são massa F12, para corrigir os defeitos, pois o móvel irá para pintura.

As guias novinhas, em Cedro e Pinheiro. Aqui, com fundo PU, para receber cor branca.


Após alguns tempo de trabalho, o móvel voltou para a Camila, agora com nova função...

Uma linda penteadeira, para a Duda, sua filha, praticar a vaidade. 
Fora surpresa, e a pequena menina amou. Correu enfeitar seu cantinho, com laços de fita, tiaras, balões, maquiagens, agendas, álbuns, e mais mil miudezas que pertencem a seu lúdico mundo. 

Os puxadores não poderiam ser outros, em porcelana branquinha, com filete prata. O vidro 4mm polido apoiado sobre o tampo, servirá para protegê-lo, assim a Duda pode esparramar seus makes sem se preocupar em levar broncas da mãe.
As pequenas gavetas, agora estão recheadas de segredos, misturados à história de 100 anos desta bela peça.



Note o tampo, um pouco curvado. Mas quem, que com mais de 90 anos, não teria cicatrizes muito piores?

Aqui, eis a Duda! Concentrada em seu cantinho. Fora flagrada pela mãe.

Espero que tenham gostado de mais essa transformação. Eu, particularmente, amaria um móvel assim para guardar minhas vaidades, e vocês? Então vasculhem os velhos móveis de família e descubram algum que possa ter outra função e faca diferença em sua história também.

Abraços,

Sandra


19 comentários:

  1. Que lindeza que ficou ,e pensar que historia esse movel tem (ah se essa escrivaninha falasse)agora ela vai ter mais historia por muitos e muitos anos ainda.
    Parabéns pelo excelente trabalho.bjs
    Marta

    ResponderExcluir
  2. sandra querida, muitos parabens ficou novinha e LINDA.
    beijocas,sejamos gentil.
    tenha uma semana de paz.

    ResponderExcluir
  3. Olá Sandra,
    de muito bom gosto. A retirada das tintas é o que mais me agrada, depois das madeiras que sofreram com os intempéries, fica sempre àquela ansiedade com o que será encontrado.
    Mais um belíssimo trabalho.
    Lembranças de Osvaldo Ururahy

    ResponderExcluir
  4. Nossa que linda que ficou, que incrível!! queria ter o dom pra conseguir fazer assim rs.
    Já dei embora uma comôda de madeira, coisa mais linda.. mas precisava ser restaurada.
    Até começamos, eu e meu noivo, mas ele parou quando tentou lixa-la e fez bolhas nas mãos rs... peninha.
    Mas parabéns, ficou linda linda!!!

    http://www.meudoceamadocantinho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Sandra, mais uma vez você arrasou. Quando comecei a ler o post não imaginava o que viria pela frente...pensei em algo colorido, mas o branco ficou perfeito. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Ficou lindo demaaais! Amei, uma baita inspiração!

    https://espeloteadaepatricinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Sandra,
    Muito trabalho mas valeu super porque ficou linda!!!
    Parabéns e boa semana!!!
    bjs

    ResponderExcluir
  8. OI Sandra, a curiosidade foi grande, mas consegui ler tim-tim por tim-tim até chegar na mais bela surpresa! Uma nova função, mas sem perder os traços. Quem sabe Duda e sua futura geração continuarão guardando as vaidades e que vaidades!! Parabéns, você sempre nos surpreende. beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Sandra, adoro a forma como vc descreve todo a história da peça e o passos percorridos para lhe dar uma nova chance de vida! A peça só na madeira estava linda! mas entendo que talvez estivesse muito rústica, e que a necessidade de remendar aqui e ali os vários pontos que não poderiam ser reaproveitados, tivesse levado à lacagem. O resultado final ficou lindo, e brilha nas mãozinhas da Duda. Parabéns por mais um trabalho fenomenal! bj

    ResponderExcluir
  10. Parabéns Sandra por mais esse belo trabalho.
    Abraços,
    Rai

    ResponderExcluir
  11. Ficou lindo, quanto capricho, amei!
    Bjs e bom domingo!
    Cris...

    ResponderExcluir
  12. Arrasou como sempre !!! Super especialista em resgatar a beleza e a história dos móveis e por que não dizer sua dignidade ? Adorei o estilo provençal da peça e o quarto da sua princesa ficou lindo ! Parabéns e bjs bjs !

    ResponderExcluir
  13. Que perfeição o seu trabalho!!Amei!!
    Bjs
    Amara

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde Sandra! ♡
    Chegando através do blog da amiga Mari. ..li sua entrevista e aqui estou, encantada com seu dom. Super valorizo móveis antigos, não sou criança mais ficaria muito feliz com esse presente também!
    Tenha um ótimo dia! ♡
    Bjokas da Bia! ♡

    ResponderExcluir
  15. Trabalho maravilhoso Sandra . Parabéns .Isso é verdadeiramente restaurar .

    ResponderExcluir
  16. Ficou belíssimo, também quero reformar um berço que era de meu bisavô.
    Bjos tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu recado e espero te ver mais vezes por aqui.