Bem vindos!

Resgatar a história de um móvel é manter nossas raízes. Renovar uma peça, da qual você está cansada, é dar uma nova chance ao que também tem história. Por mais que você pinte e renove, ela sempre terá seu desenho original, indicando uma época. Isso é respeito à nossa cultura e respeito ao meio ambiente.

Sandra Guadagnin

sábado, 2 de junho de 2012

Mais um pedaço de Paraíso.

Em primeiro lugar, antes que alguém presuma que esta postagem de hoje se trate de uma pousada, um hotel fazenda ou algum lugar público, quero deixar claro que a propriedade mostrada a seguir é particular e vedada ao público. Com o consentimento da dona, mostrarei a vocês mais um pedaço do que considero um paraíso. 




Passei uns dias no interior do estado e a convite de uma amiga muito querida, fomos passar uma tarde em uma fazenda, que há tempos estava ansiosa para conhecer. O lugar me surpreendeu pela organização e dedicação dos donos no planejamento e execução de cada detalhe. Pessoas que não medem esforços para por em prática o que acreditam valer a pena. Veja a postagem e me digam o que acharam. 

A chegada.

O Menino Jesus, que repousa em uma antiga charrete, abençoa os visitantes.

Em seguida, vem a casa da dona da fazenda, batizada, com bom humor, de "Rancho da Patroa". Casa, esta, cheia de história. Com mais de 50 anos, pertencia a  antigos funcionários da fazenda. Mereceu uma reforma, algumas adaptações e, agradecida, se mostrou ainda mais bela.
As paredes novas foram revestidas com pedras vindas de outra fazenda da família. 

Até a parede da lavandeira, que tem saída para o canteiro de ervas, foi cuidadosamente revestida da mesma pedra.

Não podemos prosseguir sem passar pela capela, onde cada um faz sua oração em silêncio. Fiquei muito emocionada com a beleza desta capelinha, dentro há uma energia divina, que acalenta a alma.

O sino, com uma corda pendente, para quem quiser tocá-lo (claro que toquei). É uma sensação muito boa, começamos com medo de exagerar no barulho, mas depois vem a satisfação de ouvir o som feliz que sai desta pesada campânula.


A vista da capelinha, minúscula por fora e imensa pela fé que faz aflorar. Cercada pela mata, somente o silêncio se faz presente.


Após a oração, que abre a alma e equilibra o espírito, somos convidadas a um passeio pala mata virgem. Conduzidos pela dona, fazemos mais uma pausa para pedir licença, pelas palavras de uma amiga sua, que sugeriu, pouco antes de partir com os anjos para o céu, que fosse escrita esta frase na entrada deste santuário. 


Em homenagem a grande amiga, o "Caminho das Borboletas" se abre para nós.

Uma escada de paralelepípedos nos conduz a uma cabana, com redes, cadeiras confortáveis e até uma televisão. Lá embaixo, passa o riacho. E como se não bastasse a beleza da mata, a dona nos surpreende fazendo chover a água do riacho, que sobre por canos e cai sobre o telhado, simulando uma agradável garoa.


Com paz, seguimos. Experimentando o caminho da ponte.


Na baixada da mata, encontramos a pequena cachoeira, desfrutada pela família, em dias quentes para banhar-se e receber massagens d'água, que vem da fonte natural, do alto da sede. 


Ao lado, uma mesa para piqueniques. Tudo parece um pouco esquecido, mas é devido ao intenso período de chuvas, onde a água do riacho sobe, assustando as pedras e os arredores. De quando em quando, tudo recebe os devidos cuidados, uma boa limpeza e tinta nova. Porém, quem manda aqui é a natureza, tudo fica como ela dita.


Todo o caminho é calçado de pedras, assentadas perfeitas sobre a terra virgem. Alguns quilômetros de caminhada, com borboletas azuis dançando pela mata. Os galhos retorcidos fazem desenhos que levam o pensamento à formas desconhecidas e reconhecidas não sabemos onde.

Saindo da mata, encontramos a Lagoa Serena.


Dezenas de carpas aguardam, aos pulos,  o tratador. Que vem com balde cheio de comida.

 Nos equilibramos sobre a ponte para ver a festa dos lindos peixes laranjas.

Aqui, um conforto para algum pescador.

Logo, vem o recanto da lagoa...

Espaço sombreado, todo calçado com a mesma pedra do Rancho da Patroa. A mesa vermelha encarnada, combinando com as flores da buganvília.

Aqui, ninguém fica em pé. Redes, bancos e cadeiras de sobra para passar tardes deliciosas jogando conversa fora. 

Olha o charme do fogão à lenha, ao lado da generosa churrasqueira  . 


O capricho da pia, com os tarros pintados à mão.

Continuamos nossa caminhada, nos despedindo do recanto da lagoa.

A "Patroa" decide nos apresentar seus pets, com um grito firme alguns cães da raça Fila e Boxer vieram correndo em nossa direção. O chão tremia. Ficamos assustadas, mas a dona domina todos com seu jeito tranquilo. Tão grandes e pesados que em um pulo nos derrubariam. Mas a educação deles era proporcional ao tamanho. Ficaram nos seguindo, comportados.

Todo o caminho, dentro da mata e aos arredores da casa, é iluminado. Observe no alto das árvores a sequência de luminárias.

Chegamos novamente ao início de nosso passeio, na casa mostrada no começo desta postagem. Porém, agora, vamos conhecer o interior dela.


Tamanho zelo em todos os detalhes. Nada fora de ordem, e não é por ter visitas não, essa organização é do caráter dos donos, que dividem tarefas igualitárias entre os funcionários e os membros da família. Isso chama-se "disciplina". 


A imensa mesa acomoda toda a família e amigos. As flores são colhidas e secas pela dona, que as arranja em vasos nas paredes. O cheirinho de ervas fica no ar. Difícil decidir para onde olhar. Todos os presentes que são recebidos pela dona, tem um destino em algum cantinho da casa.


Adorei o móvel feito de madeira de Pinheiro. Interessante que nesta fazenda nenhuma árvore é cortada, mas se o vento ou o tempo acabam derrubando alguma, logo ela vira um móvel da casa, como é o caso desta cômoda maciça. O tapete de crochê verde harmoniza o quarto de hóspedes.

Somos convidadas para o café, que é servido na Cozinha Mineira, com nome maiúsculo e tudo. Este espaço é destinado aos hóspedes e fica ao lado do Rancho da Patroa e da Casa de Hóspedes, que mostrarei a seguir.


Linda esta casinha. Também é antiga e foi restaurada. O ambiente fechado com toldo é onde está a mesa do café. O portãozinho da direita é da entrada da cozinha. Com fogão de ferro e café passado na hora.


No ambiente da mesa, a dona reaproveitou uma janela para criar a ilusão de ver o verde. O santo, no centro, e o cuidado da frase abaixo: "Violetas na janela", acompanhada das próprias flores. Na parede, pratos feitos de decoupagem complementam o verde.



E a mesa nos espera, com pão caseiro, cuca e bolo de fubá.


Mais este capricho nos amoleceu o coração de vez. A dona conta com a ajuda de uma moça linda, jovem e inteligente, moradora da fazenda, que providencia tudo para que tenhamos este conforto todo. A lealdade e iniciativa desta moça nos mostra que ninguém precisa ser "mandado" quando se tem vontade de fazer. 

Satisfeitas pelo delicioso lanche, fomos conhecer a Casa de Hóspedes. 


Por fora, revestida de pedras. Os tubos que apoiam  a buganvílea foram recolhidos do lixo, pela dona da fazenda. Assim como muitos objetos espalhados pela sede. Nada se perde, até móveis descartados por funcionários são consertados e reaproveitados, num belo exemplo de sustentabilidade.

A vista frontal da casa, com cadeiras e rede na varanda.

Dentro, móveis de uma loja de usados ganharam pintura nova. A dona comprou o jogo completo, roupeiro, criados, penteadeira e cômoda por uma bagatela e mandou pintar. Nesta Casa tem banheiro, frigobar e ar condicionado. Hóspedes de luxo, não acha?! E com a vantagem da privacidade.

Caminhamos pelo pomar...

Relaxamos no mirante...

E terminamos o dia na água quentinha, da piscina aquecida que fica dentro deste salão.

Com detalhes coloridos e acolhedores.


Foi um dia delicioso. A energia trocada neste lugar sagrado, que é a sede desta fazenda, é universal.

Então é isso. Há tempos queria mostrar para vocês este lugar fantástico que tive o privilégio de conhecer.

Espero retribuir, com toda a pompa, esta anfitriã que nos recebeu tão carinhosamente. obrigada, querida, seu coração não tem tamanho.

Abraços a todos


Sandra


23 comentários:

  1. que lugar lindo, adorei as fotos, excelente para descansar
    bom domingo, beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá Sandra. É lindo este Hotel Fazenda. É um espaço muito interessante. Gostei imenso da casa da dona da fazenda. Obrigada pela partilha.
    Bjnhos :)***

    ResponderExcluir
  3. Sandra querida e amada de Deus, é mesmo um sonho este lugar! Obrigada por partilhar conosco e sabermos que tem um lugar tão maravilhoso e acolhedor!

    ResponderExcluir
  4. Olá Sandra
    Que postagem maravilhosa!
    Obrigada por compartilhar conosco este exemplo de beleza, em todos os sentidos.
    Adorei cada detalhe e também o seu texto, parabéns!
    Um grande abraço e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente fantático, obrigado pela oportunidade de ver fotos tão bonitas.

    ResponderExcluir
  6. Que delícia, Sandra. pena que não é um hotel :) Lindo demais...

    ResponderExcluir
  7. Lindas fotos...lugares maravilhosos em meio a natureza e muito capricho..adorei!
    Adorável passeio!
    Bjs e uma ótima semana!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  8. Fiquei encantada com cada detalhe, tudo em perfeita harmonia...simplesmente divino ! Q/ bom q podemos ter o privilégio de ler seu texto e ver fotos de um lugar como este...estou maravilhada !!! Abços Afetuosos.

    ResponderExcluir
  9. Sandra parabens pelas fotos e por compartilhar conosco este lugar lindo, cheio de energias boas. Menina, adoro ler teus posts, vc é uma poeta sabia,rsrsrs.
    Bjs querida, que tua semana seja repleta de alegrias e paz.
    Rai

    ResponderExcluir
  10. Maravilha !!!
    É de cair o queixo...
    abraços

    ResponderExcluir
  11. Sandra querida, que lugar maravilhoso!!! Eu relaxei só de ver as fotos, e imagino você, neste paraíso!
    Obrigada por compartilhar tanta beleza!
    Linda semana pra ti
    Bjos
    Vero

    ResponderExcluir
  12. Olá querida, que lugar maravilhoso!!!!
    Vim te avisar que tá rolando sorteio lá no meu blog http://vivianne-maosdeouro.blogspot.com.br/
    te espero por lá.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Sandra, que maravilha estar em lugar lindo como este cercada de amigos queridos, a vida fica bem melhor quando valorizamos os bons momentos. Esta fazenda um verdadeiro encanto, dá vontade de estar lá, mas de certa forma estive, e amei. Beijos e ótima semana!

    ResponderExcluir
  14. Olá Sandra!Vim retribuir sua visitinha e conhecer um pouco de seu trabalho.Antes de mais nada obrigada pelo "sorrisão bonito" rs.Menina que de-lí-ci-a de lugar!.A vontade que dá é de pegar meu bebê e sair correndo praí, mas o problema é que não vai dar vontade de voltar kkkkk.Estarei sempre por aqui pois gosto muito de madeira tbm rs.Bjs e volte sempre lá no meu cantinho.

    ResponderExcluir
  15. Sandra minha flor...estou sem palavras, encantada e emocionada com tanta beleza em tudo e em todos os cantos.Esse lugar exala amor, carinho, felicidade e paz...é tudo que nós precisamos não é mesmo?
    Fico imaginando como você deve ter ficado ao ver estes móveis lindo de viver, eu confesso que meu coração disparou ao ver o interior da fazenda, aliás meu coração ficou disparado e meus olhos brilharam a cada foto.
    Obrigada por dividir com a gente está preciosidade de lugar.

    bjuss

    Vânia Pinho

    ResponderExcluir
  16. Sandra realmente um paraíso que vc foi visitar. Que lugar espetacular pra descansar e renovar as energias! Nossa.
    Muita coisa nas fotos me fizeram lembrar de nossos parentes lá de Santa Catarina. Principalmente a mesa cheia de quitutes deliciosos que nos recebe.
    E com prazer minha amiga coloquei as suas janela azul no blog para todos verem suas artes lindas!
    A minha ainda falta a última camada da tinta que será removida com lixa mesmo pois está muito impregnada na madeira. Finalizando isso ficará pronta para eu fazer a minha arte.
    Olha eu aqui dando uma espiadinha nos vizinhos queridos. Sinto falta do blog, mas ainda estou meditando com meus botões...
    Obrigada por seu carinho e por entender meu lado.
    Amigos são para isso mesmo, sempre entendem o que vai ao nosso coração.
    Obrigada Sandra.
    Beijos grandes
    Canela Castela

    ResponderExcluir
  17. Oi Sandra, com certeza você pode dizer que esteve no paraíso. Quanta coisa linda com ar de simplicidade! bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi Sandra
    Obrigada pela visita e o carinho lá no meu blog.
    Somos apaixonadas por ppeças antigas não é? e que lugar maravilhoso é esse? Um paraiso!

    beijos

    ResponderExcluir
  19. Que lugar maravilhoso!
    Tudo tão lindo, charmoso e agradável.
    Obrigada pela visitinha no meu blog.
    Beijokinhas

    ResponderExcluir
  20. Oi, Sandra!
    Obrigada pela visita!
    Vim retribuir e aproveitar para conhecer o teu blog, já vi que temos muito em comum! Agora que fazenda maravilhosa, o capricho dos proprietários é notável! Estou seguindo o blog.
    Um grande abraço
    Ana Cristina

    ResponderExcluir
  21. Simplesmente encantador.
    Beijos ARTESANAIS.
    Elaine.

    ResponderExcluir
  22. Meu Deus...QUE SONHO!!!!....Vivendo no concreto às vezes esqueço que existem lugares assim....Show!!

    ResponderExcluir
  23. Q lugar gostoso, menina! AMEI cada detalhe... imagino o trabalho que deve dar cuidar de toda esta propriedade!!!

    Beijokinhas,

    Luiza Mallmann
    decorarsustentavel.blopgspot.com

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu recado e espero te ver mais vezes por aqui.