Bem vindos!

Resgatar a história de um móvel é manter nossas raízes. Renovar uma peça, da qual você está cansada, é dar uma nova chance ao que também tem história. Por mais que você pinte e renove, ela sempre terá seu desenho original, indicando uma época. Isso é respeito à nossa cultura e respeito ao meio ambiente.

Sandra Guadagnin

Presenteie com criatividade.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Prevenção e tratamento na madeira contra infestação de cupins e brocas.


 

É difícil recuperar um móvel que esteja muito danificado por cupins. Há muito tempo me encantei com um livreiro pequeno, com duas portas de correr. Comprei sem nem olhar direito, tamanha era a aflição em levá-lo para casa. Aí tive de esperar o carregador entregá-lo no dia seguinte. Então chegou o tal móvel. Era tão lindinho. Tudo que eu queria. Ajeitei na sala, e só então fui limpá-lo. Credo, tinha tanto furinho de cupim, que sentei na frente e quase chorei: pelo dindin jogado fora e pela expectativa em ter algo antiguinho. Isso foi há uns 10 anos. Confiei na palavra do vendedor de usados, que garantiu em bom tom: "Ah, não tem cupim não dona, tá inteiro". Fiquei tão frustrada que até hoje vou nesta loja e fico encarando o tal (hehehe). Me senti enganada, traída. Mas não reclamei (devia ter voltado na loja e feito um bafafá, não acham?! Pelo menos não seriam mais desonestos com ninguém). Acabei doando para o zelador do prédio, que precisava guardar suas ferramentas. Naquela época eu não tinha experiência para avaliar um móvel. Ia pelo "amor a primeira vista". Hoje ninguém me engana mais, reviro o móvel, pode ser o último da última sala da loja de antigos, e estar na última pilha, em cima de um monte de móveis. Não me acanho. Arrasto, deito o móvel ou me deito no chão, bato em toda a extensão da peça, bem forte com a mão fechada. Vejo ferragens. Abro gavetas, tiro inteirinha para fora, olho embaixo...
Em primeiro lugar você deve ver a cor original da madeira, abrir as portas, olhar as prateleiras e laterais. Se for madeira bem escura, pode ficar mais tranquila, pois os benditos bichinhos preferem as claras, tipo Pinheiro, Pínus e o brancal, que chamamos a parte quase branca de algumas madeiras. A Imbuia tem muito tanino e isso não é bom ao paladar deles. Uma boa idéia é levar um pedacinho de caco de vidro afiado na bolsa, enroladinha em um pedaço de jornal, e raspar um cantinho da peça, pode ser embaixo mesmo, onde não vá aparecer depois, aí você vê a cor da madeira e como ela é ao natural. Não tenha vergonha, logo você aprende e não irá cometer o mesmo erro que eu. A maioria dos vendedores está lá para passar para frente os móveis, e como são usados você não terá garantia nem seu investimento de volta, a não ser que você seja uma barraqueira (hehehe, será que isso a gente aprende?). E o caco de vidro ainda servirá de arma caso o vendedor queira te convencer a levar uma peça estragada para casa (já pensou?? kkk...)
Mas se perceber que existem apenas alguns furinhos, ainda há a chance de recuperar, é só aplicar um veneninho com uma seringa no local, o veneninho se espalha rapidinho e não sobra um para contar história, exceto... OS OVINHOS DELES. Que tem a casquinha tão forte que o veneno não penetra, e aí você fica admirada porque não deu fim neles ainda. Por isso é aconselhável que você reaplique o veneno no mesmo local, depois de uns 40 dias, daí nenhum irá escapar mais e nem ovinhos deixarão para garantir sua futura geração. É, as vezes temos de ser cruéis com a natureza. Mas vale a pena qualquer artifício para preservar a nossa história.

4 comentários:

  1. Olá Sandra, tudo bem?

    Eu acho que meu sofá está com cupim, pois quando arrasto, percebo umas bolinhas de madeira no chão. Por favor, me diga que veneno é este que eu tenho que passar para matar os cupins!

    meu e-mail: balaifashion@gmail.com

    Obrigada

    Bjs,

    Camila

    ResponderExcluir
  2. Oi Camila! É complicado tratar de infestação de cupins em estofados, a espuma e o tecido dificultam o acesso a estrutura de madeira que compõe o esqueleto. Normalmente desmonto tudo, mas não sei o estado de seu sofá, se for novo é complicado, já, se for mais antiguinho, vale a pena o investimento, visto que o veneno pode manchar o tecido e danificar a espuma.

    Aconselho você a procurar ajuda de um estofador experiente, te dará mais segurança.

    Abraço e apareça sempre.

    ResponderExcluir
  3. oi!! tenho uma cristaleira da minha vó..e gostaria de saber como faço para restaurá-lo eu mesma...pois a peça possui alguns furinhos de cupim...alguerm pode me ajudar??

    ResponderExcluir
  4. oi sandra meu nome é suellen e comecei fazer a minha casa agora é de madeira de pinus e eu queria saber que veneno posso passar na casa antes de eu ir morar

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu recado e espero te ver mais vezes por aqui.