Bem vindos!

Resgatar a história de um móvel é manter nossas raízes. Renovar uma peça, da qual você está cansada, é dar uma nova chance ao que também tem história. Por mais que você pinte e renove, ela sempre terá seu desenho original, indicando uma época. Isso é respeito à nossa cultura e respeito ao meio ambiente.

Sandra Guadagnin

domingo, 31 de maio de 2015

Penteadeira 1930 - restaurada

Alguém aí deve recordar-se da penteadeira abaixo.
"...ganhei de presente de um casal de amigos!!!
Maravilhosa! Estou encantada com este móvel. Foi presente do casamento da avó dele, em 1940.  Estava na garagem e como os amigos gostam de vida mais prática e moderna, não queriam mais a penteadeira tomando espaço lá. Também, não teria como não cederem as minhas insistências. Fiquei anos cobiçando, dava um jeito de ir na garagem para namorá-la.  Na verdade, fiz proposta de compra, mas eles estavam um pouco "apegados" ao móvel ainda. Finalmente, consegui! Agora é minha! Essa peça é rara!
Estou possuída de ânimo!! Esses móveis com gavetas cheias de "causos" para contar me deixam louca para começar a transformação. Enquanto lixo, o móvel vai me contando seus segredos, cada furinho, cada arranhão teve motivo para ser causado. Num dia de faxina, ou na mudança feita às pressas, ou abandono mesmo. Mas depois do desabafo, o móvel se deixa renovar, esquece as mágoas e aceita suas cicatrizes. Cicatriz é carimbo de história sim, seja por acidente ou intencional mesmo".

Lá por março de 2013...

Raspa e lixa tudo. Tampa buraquinhos e buracões. Passa fundo branco. Acidentalmente, quebrei o espelho bisoutée original.
Veneno para acabar com os benditos cupins (como os amigos fizeram tratamentos no passado, fiz novamente por precaução).  Passa um ano. Abro, lixo e passo fundo. 






2 de março de 2015...

Bem, a vida mudou. As ideias mudaram. Acabei ficando com a penteadeira para mim. Pintei-a de azul, da cor do céu, da água, do infinito, da tranquilidade, da serenidade e da harmonia. Pesquisei e conclui: os signos do Zodíaco associados à cor azul, são Aquário, Libra, Sagitário e Peixes

Ei-la, pronta!

É minha!

A cadeira na qual estou sentada, é uma Cimo 1001 que restauramos (veja AQUI)

 


Note os puxadores, um diferente do outro.
Minha vontade era colocar uns de porcelana, bem delicados, mas, quem não tem cão...

Para os pincéis, uso um antigo açucareiro que ganhei de uma vizinha. Sua mãe havia deixado como herança e a família achou meio antiquado permanecer com a "louça velha". 

O bonequinho ergonômico eu trouxe da loja Ikea, da Holanda. Me acompanha há anos. também passou por um restauro - como há várias molinhas dentro dele, algumas soltaram-se, além da madeira estar apagada também. Agora, ele fica ali, na penteadeira, dando pitacos enquanto me arrumo. 

O mancebo encontrei na rua, todo desmontado, faltando peças no centro. Era pesado e se é madeira pesada, não penso duas vezes, carrego mesmo. Estava feio, esbranquiçado pelo abandono. Investi tempo, refiz partes, passei fundo e deixei bem lisinho, então usei duas latas de tinta spray esmalte rosa claro. Nunca gostei dessa cor, mas chegou a hora do confronto! Aprovei o resultado, nunca imaginei que um mancebo fosse tão útil.

Detalhe do mancebo.
Meu mundo é "mais recycle". 

Espero que tenham apreciado a intervenção deste móvel. Foram muitos dias de trabalho e expectativas. Foi meu próprio presente. Hiroshi ajudou a lixar, sempre com a paciência oriental, corrigindo cada desnível da madeira. 

Para finalizar, o ANTES E DEPOIS

Antes e durante

Antes e agora!
Clique, a seguir, para visualizar outras penteadeiras que foram restauradas por Madeira em Forma:




Visite também


Obrigada, mais uma vez pela, pela visita. Seja sempre bem vindo!

 
Abraço e ótima semana

Sandra




9 comentários:

  1. como sempre Sandra você arrasa.
    adorei o açucareiro usado como porta pinceis.
    e o mancebo lindo, me inspirou.

    bacione


    http://dicadecosturadefifia.blogspot.it/

    ResponderExcluir
  2. Que belo trabalho Sandra!
    A cor ficou maravilhosa e deu ainda mais destaque para a penteadeira.
    Amei a ideia de puxadores diferentes. Eles ficaram charmosos e conversam entre si. Ficou harmônico.
    Parabéns!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá Sandra,
    alguns amigos acham que fiquei cheio de "frescuras" quando conheci o universo das artes em madeira. Sou um verdadeiro entusiasta desta arte milenar (digo milenar, pois, entendo que desde que o homem organizou-se em sociedade, é óbvio que necessitou de mobiliários). Além de tudo este segmento, sem discussão, é parte de uma cultura. E, tudo que se refere à cultura me interessa (às vezes sofro por falta de tempo em adquirir cada vez mais conhecimento). Caramba! acho que estou divagando. Vim aqui para falar de sua arte e não de minhas neuras. Sandra, admiro demais seu trabalho e de seu parceiro oriental - e não é de hoje! Ficou magnífico o trabalho de vocês e de muito bom gosto, não só a penteadeira como as peças que você apresenta neste "post" que fazem parte de seu acervo.
    Lembranças de Osvaldo Ururahy

    ResponderExcluir
  4. Um móvel encantador, que renasceu nas suas mãos. Que virou companhia do mancebo, e se enfeitou com o delicado açucareiro e as lindas pantufas holandesas. Adorei a história de cada peça. Parabéns pelo trabalho sensacional. Bj

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Eu não teria coragem de deixá-la guardada num canto por anos... prefiro usar também. Não entendo pq não a te venderam antes....
    Também não dispensaria essa chance e como uma boa aquariana, gostei do tom (tão em moda ultimamente).
    O restauro dá um trabalho enorme, mas as horas passadas com tal trabalho faz a imaginação voar longe...
    E sou fissurada em escrivaninhas xerife e tentei encontrar uma por várias vezes, mas o valor era impraticável para mim, então quando encontrei uma cômoda/escrivaninha num brechó, não pensei 2 vezes. Estou assim como vc - devagarinho... mas aos poucos ficará linda.

    Parabéns pelo trabalho.
    Abraços,
    Márcia.

    ResponderExcluir
  6. OI Sandra, ler um post seu é entrar na história e se deliciar na conversa! Acho que faria a mesma coisa que você para ter essa preciosidade em casa. Confessor que a vi lixada já esperava pela próxima imagem dela mostrando a própria pele, mas para minha surpresa a vi pintada de azuuuuuuuuuul! Cor da minha paixão. Não preciso dizer que ficou maravilhosa, linda, charmosa, ah! por falar em charme, a moça de preto é uma linda mulher, viu? O mancebo ficou linnndo, gostei da ousadia! Que Deus te abençoe, sempre. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo trabalho Sandra . A peça ganhou vida nova ,embora originalmente ja fosse bonita . Abraços

    ResponderExcluir
  8. Ficou linda a penteadeira neste tom de azul e o mancebo rosa combinou com ela.Adorei seu blog.Já estou seguindo.

    ResponderExcluir

Olá! Deixe seu recado e espero te ver mais vezes por aqui.